Transportar animais em mudanças: Como evitar o stress do seu animalzinho

Transportes de animais em mudança


Todos nós sabemos como mudanças são bem desgastantes para nós humanos. Imagine para seu animalzinho que já está acostumado ao ambiente anterior e não tem noção do que realmente está acontecendo.

Pensando nisso iremos compartilhar dicas simples, porém eficazes que farão com que seu bichinho de estimação sofra menos com esse processo “louco” de mudança. Sabemos que por ser um processo cansativo e que requer muita atenção. Geralmente eles são os mais prejudicados pois 45 do segundo tempo simplesmente o pegamos e transportamos de qualquer forma.

Isso gera uma série de fatores prejudiciais para saúde e humor de seu animal de estimação. Entre eles: stress excessivo, traumas, etc.

Se você deseja aprender agora mesmo como evitar todos estes problemas. Esse conteúdo será importantíssimo para você.

Como transportar animais na mudança?

Existe todo um contexto que gera os problemas expostos anteriormente.

Pense comigo.

O animalzinho estava tranquilo fazendo o mesmo de sempre comendo alguns chinelos ali, fazendo algumas travessuras lá. E de repente tudo está mudando. Para ele é como se o mundo está acabando pois esse é o mundo dele.  Quando menos espera chega a equipe da mudança, ou seja, pessoas desconhecidas que tem um objetivo remover tudo.

Percebe o quão desesperador é para o animal?

Vamos para as dicas.


Acostume o animal com o novo ambiente

Semanas antes da mudança é indicado que você leve o animalzinho para conhecer e principalmente ir se familiarizando com o novo ambiente. É interessante trazer também seus brinquedos preferidos.

Isso mostrará para ele que o ambiente é amigável. E sobre ambientes amigáveis é importante salientar que antes de leva-lo é necessário saber se existem outros animais no mesmo condomínio caso esse seja o caso.

Não existe uma quantidade correta de vez para leva-lo até o novo ambiente. Porém quanto mais antecipada e frequente as visitas melhor será a adaptação de seu animal após a mudança.


Evite que o animal participe do processo


Todos animais são territorialistas. Porém animais mais comuns como cachorros e gatos se sentem desrespeitados ao serem removidos lugares e objetos que são comumente utilizados por eles. Para não submetê-los a isso é essencial fazer com que não participem de todo o processo.

Para isso, existem diversas opções.

Sabe aquele amigão que sempre diz que está para o que der e vier?

Então, essa é a hora perfeita para recorrer a ele. Peça para seu amigo ficar com o animal enquanto a mudança está acontecendo. Outra opção é utilizar o hotelzinho para animais. É um recurso muito interessante e que fará com que seu animal de estimação seja ainda mais bem cuidado. 

Você pode informar aos profissionais que você estará mudando e assim eles irão ter um cuidado especial com o humor do animalzinho.

Gostou das dicas?

Compartilhe em suas redes socias para que mais pessoas tenham acesso a essas dicas.

Até Mais.

Sobre o autor: Nathan Henrique
Sobre o autor: Nathan Henrique

Compartilha aprendizados que teve desde criança ajudando seu pai nas mudanças dos clientes. Ensina conteúdos práticos que auxiliam pessoas nesse processo tão desgastante que são as mudanças e carretos.