Mudança com animais: descubra como mudar com seu animalzinho da forma correta

Nota do autor

"Nossa, só quem já passou por uma mudança com animais sabe o quão complicado é. Pensando nisso, criamos esse guia completo para você evitar ao máximo o estresse deles".

Todos nós sabemos que as mudanças são bem desgastantes para nós humanos. Imagine para seu animalzinho que já está acostumado ao ambiente anterior e não tem noção do que realmente está acontecendo.

Pensando nisso iremos compartilhar dicas simples, porém eficazes que farão com que seu bichinho de estimação sofra menos com esse processo “louco” de mudança. Sabemos que é um processo cansativo e que requer muita atenção. Geralmente eles são os mais prejudicados pois 45 do segundo tempo simplesmente o pegamos e transportamos de qualquer forma.

Isso gera uma série de fatores prejudiciais para saúde e humor de seu animal de estimação. Entre eles: estresse excessivo, traumas, etc.

Se você deseja aprender agora mesmo como evitar todos estes problemas. Esse conteúdo será importantíssimo para você.

Como fazer a mudança com animais?

Existe todo um contexto que gera os problemas expostos anteriormente.

Pense comigo.

O animalzinho estava tranquilo fazendo o mesmo de sempre comendo alguns chinelos ali, fazendo algumas travessuras lá. E de repente tudo está mudando. Para ele é como se o mundo está acabando, pois esse é o mundo dele.  Quando menos espera chega a equipe da mudança, ou seja, pessoas desconhecidas que tem um objetivo remover tudo.

Percebe o quão desesperador é para o animal?

Por isso, iremos compartilhar dicas sobre a pré-mudança, transporte, documentação, adaptação, particularidades dos animais de estimação mais comuns, etc. 

Então, se você está passando pelo processo de mudança em BH. Esse conteúdo é perfeito para você!

Vamos para as dicas.

Atenção: Os animais não fazem parte dos itens da mudança. Seu transporte no baú do caminhão é proibido por lei. Todas as dicas mencionadas neste conteúdo visam o transporte externo de animais de estimação. 

Pré-mudança: onde tudo começa

Mudança com animais de estimação

Independente do meio que será escolhido para transportar o animal. É necessário ter algumas atitudes para que o processo de mudança seja menos estressante para o animal. Como mencionado anteriormente, o animal não entende absolutamente nada do que está acontecendo. 

Sendo assim, o animal é acometido com algumas mudanças de comportamento provenientes do ambiente conturbado de uma mudança. Pensando nisso, vamos compartilhar algumas dicas que devem ser implementadas antes da mudança propriamente dita. 

Acostume o animal ao novo ambiente

Semanas antes da mudança é indicado que você leve o “animalzinho” para conhecer e principalmente ir se familiarizando com o novo ambiente. É interessante trazer também seus brinquedos preferidos.

Isso mostrará para ele que o ambiente é amigável. E sobre ambientes amigáveis é importante salientar que antes de levá-lo é necessário saber se existem outros animais no mesmo condomínio caso esse seja o caso.

Não existe uma quantidade correta de vezes para levá-lo até o novo ambiente. Porém quanto mais antecipada e frequente as visitas melhor será a adaptação de seu animal após a mudança.

Caso sua mudança seja interestadual ou internacional não será possível implementar essa dica. Porém 

Evite que o animal participe do processo

Todos animais são territorialistas, porém animais mais comuns como cachorros e gatos se sentem desrespeitados ao serem removidos lugares e objetos que são comumente utilizados por eles. Para não submetê-los a isso é essencial fazer com que não participem de todo o processo.

Para isso, existem diversas opções.

Sabe aquele amigão que sempre diz que está para o que der e vier?

Então, essa é a hora perfeita para recorrer a ele. Peça para seu amigo ficar com o animal enquanto a mudança está acontecendo. Outra opção é utilizar o hotelzinho para animais. É um recurso muito interessante e que fará com que seu animal de estimação seja ainda mais bem cuidado.

Você pode informar aos profissionais que você estará mudando e assim eles irão ter um cuidado especial com o humor do “animalzinho”.

Leve o animal no veterinário

Por mais que as transportadoras, empresas aéreas e até você deseje prover o melhor transporte para o animal. Sem dúvidas, ele pode está se sentindo um pouco estranho vendo seu “mundo” desmoronar. 

Verifique se todas as vacinas estão em dia. Faça um check up no animal para verificar qualquer inconformidade. É importante levar o animal ao veterinário antes da mudança, pois conforme eles são transportados será muito estressante e cansativo.

Deslocamento: descubra as particularidades de cada local

Como mencionado anteriormente, o transporte de animais na mudança deve ser externo ao caminhão que irá transportar os itens. Sendo assim, a forma como serão transportados depende da distância e local do novo imóvel. 

Transportar animais em mudança local

Mudanças locais são transportes de bairro para bairro ou de um estado para outro.

Neste caso, você pode transportar os animais em seu carro ou em um carro de terceiro. Se a mudança for para outro bairro não é necessário nenhum documento, pois será considerado como se fosse apenas um passeio. Caso a mudança seja no mesmo estado, porém para outra cidade. Não esqueça de levar o documento de vacinação em dia.

Transportar animais em mudança interestadual

Mudanças interestaduais são transportes de um estado para outro. Neste caso, você pode transportar os animais no carro, empresas especializadas e avião. Se for o carro, apenas o documento de vacinação em dia é necessário. Caso seja contratado alguma empresa toda a relação de documentos é informada. Para transportes de animais em avião, apresente o documento de vacinação em dia e o atestado de saúde para viagens aéreas. 

Transportar animais em mudança internacional

Para mudanças internacionais é necessário o CVI (certificado veterinário internacional). Para emitir o documento basta entrar no portal do Cidadão e seguir o procedimento passo a passo. Para transportes internacionais, você pode transportar o animal no avião ou contratar uma empresa especializada no transporte internacional de animais.

Transporte: o que deve ser feito em cada opção

Após as etapas anteriores, chegou o momento de transportar o animal. Existem algumas opções conforme mencionado na seção sobre o deslocamento. Iremos compartilhar algumas dicas de acordo com as particularidades de cada meio de transporte. Algumas dicas se aplicam em ambos os casos, porém outras são direcionadas exclusivamente para o tipo de transporte escolhido.

Transportar o animal no carro

Esse meio de transporte é mais comumente utilizado pelos clientes. Para que o animal seja transportado em segurança é necessário utilizar a caixa portátil para animais. Mesmo fazendo as paradas regularmente é necessário prevenir vestindo o animal com fraldas. 

 Muitos esquecem de utilizar esse recurso e o animal acaba defecando dentro da caixa. Não esqueça de cortar as unhas do animal para evitar que arranhe a caixa e machuque as patas. 

Crie um kit mudança exclusivo para o animal contendo: ração, água, remédio, brinquedos, etc. Essas dicas sobre os cuidados com o animal também se aplicam em todos os meios de transportes.

Transportar o animal no avião

Para transportar seu animal de estimação no avião. São disponibilizadas duas opções: cabine ou porão. Existem algumas particularidades entre as empresas aéreas, porém alguns critérios são comuns entre as empresas e irão decidir se o animal poderá ser transportado na cabine ou no porão. Podemos citar: porte do animal, peso, etc. 

Em ambos os casos o animal deve estar acomodado em uma caixa que tenha espaço suficiente para o animal se movimentar. Além da condição da trava de segurança da caixa.

Transportar o animal através de empresas

Existem empresas especializadas no serviço de transporte de animais. Elas prestam serviço nacionalmente e internacionalmente. Para o transporte é disponibilizado enfermeiro veterinário, que cuida da nutrição e monitoramento da saúde do animal ao longo da viagem.

É um serviço mais qualificado e personalizado. Geralmente as empresas aéreas não conseguem ter esse cuidado tão específico com seu “animalzinho”.

Como ajudar os animais a se adaptarem melhor ao novo ambiente

Finalmente você chegou ao novo imóvel. Agora é necessário conciliar o descarregamento da mudança juntamente com o pedido de atenção do animal. No momento do descarregamento da mudança não se prenda há muitos detalhes relacionados ao local que os itens serão descarregados.

Como o animal foi retirado completamente de sua rotina natural. Certamente necessita de atenção e sentimento de segurança por parte do dono. 

Após tudo for descarregado, separe um tempo todos os dias para brincar e passear com o animal. Além de fazer bem para ele, também irá fazer com que você conheça um pouco mais sobre o novo bairro.

Uma forma muito efetiva são os primeiros momentos em que o pet entra no ambiente. Além de estar com o dono é necessário espalhar seus brinquedos pelo imóvel. Dessa forma, o animal irá se familiarizar com o ambiente ainda mais rápido.

Outra dica importante é levar o animal para gastar energia. Após chegar cansado ao novo ambiente ele irá perceber que o imóvel é seguro, aconchegante e possui tudo o que ele estava acostumado a brincar.

Gostou das dicas?

Compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso a essas informações.

Até mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *